Pular Links de NavegaçãoPágina inicial > Notícias

Professor de Antropologia integra equipe de avaliação de programa do Governo Federal e UNESCO


Professor Júlio César Borges foi selecionado entre docentes de todo o Brasil e do exterior

Com o objetivo de identificar possibilidades de aperfeiçoamento do Programa Criança Feliz, o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) selecionou através de um edital público cinco pesquisadores, doutores da área de Ciências Humanas, dentre eles está o professor de Antropologia e Sociologia da Faculdade Alfredo Nasser, Júlio César Borges. A seleção, que avaliou candidatos de todo o Brasil e do exterior, levou em conta a formação acadêmica e experiências profissionais prévias.

 

O grupo será responsável por fazer, cada qual, três estudos de casos, de caráter diagnóstico, sobre a atuação das equipes executoras do Programa Criança Feliz em municípios brasileiros das cinco grandes regiões.  O professor Júlio realizará sua pesquisa nos municípios de Lagarto, São Cristóvão e Pacatuba, interior de Sergipe.

 

O contrato teve início em agosto desse ano e finaliza em dezembro, quando então deverá ser entregue um relatório analítico sobre a implementação do PCF, visando identificar oportunidades de aperfeiçoamento bem como documentar os desafios de sua atuação e garantir sua sustentabilidade no longo prazo.

 

Conforme explica o Professor Júlio, já foi produzido um relatório descritivo sobre características gerais do Programa, os municípios que serão visitados e os direitos das crianças. A próxima etapa do estudo é o trabalho de campo, entre o final de agosto e início de setembro, para coleta de dados primários com entrevistas semiestruturadas, observação de participante e grupos focais junto aos executores do programa e as famílias beneficiadas.

 

O Programa Criança Feliz surge como uma importante ferramenta para que famílias com crianças entre zero e seis anos ofereçam a seus pequenos ferramentas para promover seu desenvolvimento integral. O lançamento aconteceu em outubro de 2016. O PCF integra ações coordenadas em várias áreas, como saúde, assistência social, educação, justiça e cultura. Além disso, são incluídas as visitas domiciliares semanais às famílias participantes do Programa Bolsa Família, que possuem bebês ou crianças de até 3 aos de idade, através de assistentes sociais que darão orientações de como criar as crianças em melhores condições, e oferecerão orientações importantes para fortalecer os vínculos familiares e comunitários e ainda estimular o desenvolvimento infantil.

 

O programa conta com um Comitê Gestor para estruturar, elaborar e implementar as estratégias para a promoção do desenvolvimento infantil integrado das crianças na primeira infância. As ações do programa são executadas de forma descentralizada e integrada.

 

“Nossa participação no estudo traz muitos ganhos pessoais e para a Faculdade. Além da projeção nacional e internacional da Instituição, a experiência possibilitará agregar saberes e métodos para abordagem dos temas das políticas públicas, direitos humanos e da primeira infância nas áreas do Direito, Pedagogia e Saúde, melhorando o processo de ensino-aprendizagem e a produção e disseminação de conhecimentos”, destaca o professor Júlio.

 

 

 

Mais notícias