Pular Links de NavegaçãoPágina inicial > Notícias

Faculdade Alfredo Nasser presente no Seminário de Educação Inclusiva


Professora Cleucydia relata as ações de inclusão promovidas pela Faculdade Alfredo Nasser

Um público de cerca de 1,5 mil pessoas participou na sexta-feira e no sábado (2 e 3/3), no Teatro Rio Vermelho, do Centro de Convenções de Goiânia, das atividades do Seminário de Educação Inclusiva: Lei Brasileira de Inclusão. O evento foi promovido pelo Fórum de Inclusão no Mercado de Trabalho das Pessoas com Deficiência e dos Reabilitados pelo INSS (Fimtpoder), em parceria com Ministério Público de Goiás, por meio dos Centros de Apoio Operacional (CAOs) da Educação e dos Direitos Humanos, e diversas outras instituições.


A coordenadora do Núcleo de Apoio Terapêutico e Psicopedagógico - NATPSI e do Curso de Psicologia da Faculdade Alfredo Nasser, professora Cleucydia Lima da Costa representou a Instituição no evento. Alunos e professores do curso de Psicologia da Faculdade também estiveram presentes.



A abertura do Seminário foi concluída com a palestra magna sobre Inclusão Escolar e Profissional das Pessoas com Deficiência, proferida pelo professor José Leon Crochik, da USP.



Procurador-geral de Justiça de Goiás e um dos anfitriões do evento, Benedito Torres Neto deu as boas-vindas ao e ressaltou que, apesar de todas as normas que asseguram a igualdade do acesso à educação e sua universalidade, essa questão ainda é um desafio. “Para que haja efetivamente uma educação inclusiva é indispensável que os estabelecimentos de ensino eliminem suas barreiras arquitetônicas, pedagógicas e de comunicação, adotando métodos e práticas de ensino escolar adequadas às diferenças dos alunos em geral, oferecendo alternativas que contemplem a diversidade dos alunos, além de recursos de ensino e equipamentos especializados, que atendam a todas as necessidades educacionais dos alunos, com e sem deficiências, mas sem discriminações”, defendeu.



A coordenadora do Fimtpoder, Patrícia Souza Oliveira, também sublinhou em sua fala os desafios que ainda precisam ser vencidos para dar efetividade às previsões legais sobre a inclusão. Segundo observou, em pleno século 21, ainda há obstáculos de natureza primária a serem enfrentados, sobretudo na mudança cultural e na superação de preconceitos.



Para relatar as ações de inclusão no Ensino Superior junto as IES, a coordenadora do Núcleo de Apoio Terapêutico e Psicopedagógico da Faculdade Alfredo Nasser relatou principalmente o trabalho que o NATPSI tem desenvolvido ao longo de uma década em subsidiar Psico/Pedagogicamente os acadêmicos independente das necessidades educativas especiais que por ventura manifestem no decorrer de sua formação. A professora relatou ainda que a Faculdade possui a disciplina de Libras em todos os cursos de graduação, contrata intérpretes para acompanhar a escolaridade de pessoas com surdez, apoio pedagógico aos alunos com deficiência visual e paralisia cerebral, entre outras ações de cunho social, através do Núcleo de Praticas Jurídicas, do Projeto da Faculdade nos bairros e do MOCCA - Movimento Científico e Cultural de Aparecida de Goiânia.


Veja mais fotos:https://business.facebook.com/faculdadealfredonasser


Mais notícias